áreas de actuação

IEFP

Se está desempregado ou há procura do 1º emprego e teve uma ideia, o Instituto de Emprego e Formação Profissional e a Segurança Social auxiliam, através de programas de incentivo e apoios ao investimento, a criação da própria empresa, financiando parte do investimento inicial, ou através do recebimento, adiantado, das prestações de desemprego ou facilitando o acesso a linhas de crédito bancário em regime bonificado.

O apoio à criação do próprio emprego pode ser alvo de dois programas distintos:

Apoios à criação do próprio emprego (PAECPE)

iefp-incentivos-dualupconsultores
No âmbito desta medida de incentivo e apoio ao investimento, é possível, aos beneficiários de prestações de desemprego, apresentar um projeto que tenha como objetivo a criação de, pelo menos, o seu emprego a tempo inteiro, de modo a que lhe seja disponibilizado o pagamento, total ou parcial, do valor global das prestações de desemprego a que tem direito.

A este benefício poderá ser acumulado, igualmente, o acesso ao crédito bonificado e garantido (Microinvest ou Invest +). O valor aprovado no projeto de PAECPE deverá ser, totalmente, aplicado no financiamento do mesmo ou em operações associações ao mesmo , tal como a realização de capital social.

Para além do incentivo ao financiamento, todos os projetos de criação de novas empresas e próprio emprego decorrentes desta medida beneficiam de apoio técnico para a criação e consolidação da mesma. Estes apoios operacionalizados por uma rede de parceiros credenciados pelo IEFP, neste âmbito. Se o projeto for, também, integrado no Programa Nacional de Microcrédito, a empresa poderá aceder, igualmente, a entidades da Cooperativa António Sérgio para a Economia Social – CIRL.

O requerimento para o pagamento do motante global das prestações de desemprego deverá ser dirigido ao Diretor do Centro Distrital do Instituto da Segurança Social, I.P. da área de residência do requerente e apresentado no Centro de Emprego. Juntamente com o requerimento deve ser apresentado o projeto de criação do próprio emprego, que poderá ser entregue:

  • Centro de Emprego – se não houver recurso à linha de crédito dp PAECPE.
  • CASES – se houver recurso a linha de crédito MICROINVEST
  • Instituição Bancária – se houver recurso à linha de crédito do PAEPCE fora do Plano Nacional do Microcrédito

Apoios à criação de empresas (Invest + e Microinvest)

Ainda no âmbito do IEFP, eixste outros programas de apoio ao empreendedorismo e criação de novas empresas de pequena dimensão.

Estes programas de incentivo e apoio ao investimento têm como principais destinatários inscritos no Centro de Emprego, os se enquadrem nos seguintes perfis:

Os projetos apresentados devem ter como objetivo a criação de uma empresa de pequena dimensão, com fins lucrativos, que não exceda os 10 postos de trabalho e um investimento inferior a 200 mil euros.
Para além disso, os promotores deverão, cumulativamente, criar o respetivo posto de trabalho a tempo inteiro e possuir, no mínimo, 50% de capital social e direitos de voto.

Para conhecer todos os pormenores inerentes a estes sistemas de incentivos e apoios ao investimento, a Dual Up Consulting disponibilizará uma equipa de especialistas nesta área, que aconselhará a melhor opção para a operacionalização do seu projeto.

* Este site respeita o novo acordo ortográfico